Metas pessoais (e não de ano novo)

programação, software livre, rpg, e música

Metas pessoais (e não de ano novo)

Este post está muito atrasado, já está há um bom tempo na minha pasta de rascunhos, mas decidi publicá-lo sem mais demora.

Acho engraçado esse clima de ano novo quando as pessoas começam a traçar listas do que realizar, e traçar metas, que muitas vezes não são cumpridas, para realizá-las durante o ano.

Eu não sou muito chegado a essas atividades, ano novo, para mim, é apenas um engodo, útil, mas mesmo assim, um engodo.

Eu possuo alguns objetivos de vida que tento sempre seguir e pretendo levá-los comigo durante minha vida, são elas: ser uma pessoa melhor, ser um pai melhor, tocar algum instrumento(eu ouvi bateria?), voltar a fazer capoeira e ser um programador melhor.

Para concluir estes objetivos, eu acredito que um bom caminho(não o único) seja a leitura. Arejar a mente com outras ideias e pontos de vista, me fazem ter mais empatia com as causas alheias, fora que me mostra experiências que, de outra forma, eu nunca teria conhecimento.

Já para ser um programador melhor, eu considero como um mantra o texto de  Peter Norvig traduzido pelo Augusto Radtke chamado “Aprenda a Programar em Dez Anos” [1] (LEIAM! Com certeza vale muito a pena), sem falar em contribuições com projetos FOSS (Free Open Source Software).

Quem quiser saber o que estou lendo e bater um papo, tem um widget aí ao lado do Skoob[2] (uma rede social para leitores) que mostram os livros que estou lendo no momento (eu atualizo sempre).

Quem quiser me add lá, este é o link do meu perfil[3].

[1] – https://pihisall.wordpress.com/2007/03/15/aprenda-a-programar-em-dez-anos/

[2] – http://www.skoob.com.br/

[3] – http://www.skoob.com.br/usuario/1511328

 

Nenhum comentário

Adicione seu comentário